Quarta-Feira, 23 de Abril de 2014.

Colocar o site como página inicial
O Blog do Suinocultor

Manejo

25/01/11 - 08:22 - Fonte: ASEMG

Alimentação líquida para suínos é tema de palestra na Asemg

A Associação dos Suinocultores do Estado de Minas Gerais (Asemg) realiza no dia 10 de fevereiro a palestra: “Alimentação Líquida: Bem Estar Animal, Ambiental e Econômico” que será ministrada pelo suinocultor e diretor da Weda do Brasil Wienfried Matthias Leh. A alimentação líquida computadorizada nada mais é que uma espécie de sopa/mingau. A ração oriunda dos silos é despejada em um tanque de mistura, na quantidade pré-programada pelo computador e de acordo com o balanceamento nutricional desejado, baseado no número de animais da fase (creche, recria, terminação) a ser alimentada.

Durante esse processo, diferentes tipos de ração são levadas através de roscas transportadoras dentro de tubos até o tanque de mistura. Assim que a balança eletrônica sob o tanque acusar que a quantidade desejada/necessária foi atingida, automaticamente é adicionada a quantidade de água necessária (podendo ser o soro de leite, iogurte ou outro subproduto líquido disponível) geralmente em proporção de 2 a 3 litros para cada quilo de ração. “Este tipo de alimentação dá ao produtor a oportunidade de usar produtos diversos na alimentação dos seus animais. Trabalhamos esse sistema há mais de 10 anos e verificamos entre outras vantagens a melhoria na conversão alimentar dos suínos. Vejo o uso da alimentação líquida como um ganho para o suinocultor tanto que usarei este sistema na nova unidade que está sendo construída em nossa granja” disse o gerente geral da Arapé, Roberto Magnabosco.

Segundo Wienfried Matthias Leh o sistema proporciona diversas vantagens. “A alimentação líquida para suínos possui diversos benefícios, vou me ater aos principais. Em termos econômicos garante uma redução considerável no desperdício de ração em relação à alimentação seca (melhorando o índice de conversão alimentar), é completamente automatizada e computadorizada, otimizando a mão-de-obra, além do fácil manejo, possibilidade da utilização de vários tipos de ração (co-produtos), inclusão de medicamentos, etc. Quanto ao bem-estar animal, reduz a poeira existente nos barracões, garante melhor digestibilidade e palatabilidade ao animal. E existem também vantagens ambientais, uma vez que a alimentação líquida é responsável por fornecer entre 70 e 80% da necessidade diária de água do animal, reduzindo-se o desperdício. Da mesma forma, a água utilizada na limpeza dos dutos é reutilizada na própria alimentação” explicou o palestrante.

A palestra será realizada no auditório da Asemg, em Belo Horizonte, às 15h00. “Levar aos produtores de suínos de Minas informações a respeito de tecnologias que podem ser aplicadas em seu negócio é um dos objetivos da Asemg, assim sendo convido a todos os produtores mineiros a se juntarem a nós durante este evento” disse Manoel Teixeira Lopes, diretor de Meio Ambiente da associação mineira. Após a Bolsa de Suínos, haverá uma confraternização especial.

Voltar |

Todos os direitos Reservados - Telefone: 55 3512-6506